NOTÍCIAS
Início | Notícias | Pessoa em Acção

Valdjiu
24/11/2009
O sonho ambiental dentro dos Blasted Mechanism
Carlos Gonçalves
Valdjiu, um dos membros fundadores dos Blasted Mechanism que vive há dez anos na “especial” Serra de Sintra, teve um sonho: transformar o Coliseu dos Recreios, no concerto da banda do próximo sábado, dia 28, numa selva. “Era uma missão difícil. Por isso, decidimos trazer a selva para fora do Coliseu, metendo as mãos na terra”. Assim surge a última iniciativa da banda, que convocou os fãs para ajudar a reflorestar a Ilha da Lezíria Grande, no Ribatejo, plantando quatro mil árvores no final de Outubro passado.
A ligação à Natureza dos Blasted Mechanism, que culmina no sonhado concerto do Coliseu dos Recreios no próximo sábado, foi a razão que levou o Planetazul a viajar até Almoçageme. Valdjiu veio de boleia até ao café da praça central da vila e explicou-nos, entre um chá de camomila, essas e outras coisas sobre ele e sobre os místicos Blasted Mechanism.

De Valdjiu esperávamos já uma forte ligação à Natureza, mas provavelmente não imaginaríamos que fosse tão grande. “Eu sou permacultor, ou seja, uma pessoa que está inserido numa cultura permanente. Tenho uma terra onde planto imensas árvores e tenho um contacto com a terra o mais sustentável possível”. E além de praticante, o músico é também professor de permacultura – dará um curso intensivo na Escola da Terra, em Sintra, de 17 a 23 e 26 a 31 de Dezembro. Na primeira edição do curso, estiveram 23 pessoas, que, garante, foram modificadas pela experiência. “Nunca mais és o mesmo, nunca mais. É uma ferramenta para a liberdade”.

Nesta sua relação com a Natureza, nada é imposto: há, sim, uma relação de cedências, liberdade e alguma tecnologia. “Nos meus dois carros, tenho uma caravana e um jipe, instalei um kit de hidrogénio, que faz com que o meu carro tenha uma melhor performance, mas não polua rigorosamente nada. Perguntamo-nos por que é que os carros não têm todos isto instalado”.

Apesar de estar sinergicamente conectado à Natureza, Valdjiu não parte do princípio que todos devem ter o mesmo tipo de ligação. “Em relação à parte ecológica, se separares o lixo já é um bom princípio. Do lixo orgânico podemos fazer terra. Faço parte de uma cooperativa ecológica, onde também produzimos a nossa comida. Sou muito atento ao que trago para casa, tento consumir mais produtos locais. Faço uma alimentação biológica e vegetariana e raramente como um doce como fiz agora aqui no café”, revela. “Mas também não quero estar sempre a impor a mim próprio regras porque se não sou o primeiro a sabotar-me”, acrescenta.


A ecologia e a tecnologia no Coliseu

“Nós somos metamorfoses ambulantes, como dizia o Raul Seixas [autor brasileiro], e é assim que eu me sinto”, viaja Valdjiu, enquanto trinca a empada. E os diversos álbuns dos Blasted Mechanism mostram essa metamorfose, onde o rol de convidados vai desde Rao Kyao, ao rapper Macaco (ex-Ojos de Brujo). Durante 16 anos inventaram-se e reinventaram-se, com fatos de outra dimensão, mas com didgeridoos e guitarras desta.

O músico assume que, com as viagens de avião e outras obrigatoriedades, as digressões da banda o preocupam a nível ambiental. “Cada vez que nós tocamos, a nossa energia não é uma energia limpa. É uma coisa que nos ultrapassa imenso”. Porém, uma solução está já também a ser negociada com a EDP, com a criação de um crédito de energia limpa (garantia de que esta provém de fontes renováveis).

A próxima viagem da banda é em direcção ao Coliseu dos Recreios. “O Coliseu vai ser de facto uma experiência bastante mística”, ataca o criador do bambuleco e kalachakra (instrumentos). A ideia é reunir a tribo para materializar o sonho no coliseu, recorrendo à ecologia, à música e ao uso da tecnologia. “Estamos a fazer uma Merkaba, uma estrela de David tridimensional, que significa veículo de transporte de luz. Vamos ter um sistema de surround potentíssimo, onde vamos disparar frequências muito antigas, que se chamam frequências de solfeggio. Durante a activação dessa Merkaba vamos com certeza transportar o Coliseu para a quinta dimensão, vamos mesmo 'desaparecer' durante um bocado”, vaticina.

Por enquanto, Valdjiu está “focado no presente”. Não sabe do futuro, mas acredita que “ser moderno, consumista e produtor, é muito pesado”. Nós, durante aquele período de tempo, acreditámos também.
• Água
• Ambiente
• Biodiversidade e paisagem
• Construção e arquitectura
• Energia
• Resíduos
• Sustentabilidade
• Ciência
SABER
Pela Eurodeputada Maria da Graça Carvalho
AGENDA

9 a 10 Abril de 2014.
 
BLUE LIFESTYLE
• Ambiente
• Decoração - tendências
• Hotel
• Moda - shopping
• Moda - tendências
• Noite&Dia
• Restaurantes
• Spa
• Viagem
Vintage
Móveis de outros tempos
 
SONDAGENS
SUGESTÃO

Livro
Guide to Natural Housekeeping
 
Canais
Directórios
Apoios
My Portal
Quem Somos